quarta-feira, 24 de junho de 2009

Ban quer fim de prisões violência no Irã

http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/detail/165955.html

Secretário-Geral pediu às autoridades do país que respeitem direitos civis e políticos fundamentais; segundo agências de notícias pelo menos 20 pessoas já morreram nos protestos pós-eleitorais.


Ban Ki-moon

Ban Ki-moon

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas pediram o fim imediato de prisões, ameaças e o uso da força no Irã após as eleições presidenciais do país realizadas no último dia 12.

Segundo agências de notícias, pelo menos 20 pessoas morreram em protestos contra o resultado da votação que deu vitória ao presidente Mahmoud Ahmadinejad.

Liberdade e Direitos

Numa nota, emitida pela sua porta-voz, Ban Ki-moon afirmou que está chocado com a violência e, principalmente, o uso da força contra civis que levou a mortes e ferimentos dos manifestantes.

De acordo com o candidato derrotado, Mir Hossein Mousavi, as eleições foram fraudadas a favor de Ahmadinejad.

Na nota, o Secretário-Geral pediu às autoridades iranianas que respeitem os direitos civis e políticos fundamentais das pessoas, como a liberdade de expressão e o direito à assembleia.

Diálogo

Ele também afirmou que a oposição e o governo devem resolver suas diferenças através do diálogo e de meios legais.

Na semana passada, a alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay, manifestou preocupação com relatos de que a polícia estaria usando força em excesso e lançando mão da violência para reprimir os manifestantes no Irã.

No mesmo dia, um grupo de cinco relatores emitiu uma nota pedindo a libertação imediata de todos os presos e o fim dos confrontos no país.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Nenhum comentário: