quinta-feira, 11 de junho de 2009

FMI elogia Brasil por investimento de US$ 10 bilhões

Diretor-gerente do órgão, Dominique Strauss-Kahn, diz que país está se juntando a outros no cumprimento da promessa do G-20 de ajudar a aliviar os efeitos da crise financeira mundial.

Dominique Strauss-Kahn

Dominique Strauss-Kahn

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.


O Fundo Monetário Internacional, FMI, elogiou a decisão do Brasil de investir US$ 10 bilhões, cerca de R$ 20 bilhões, na compra de bônus do Fundo. O anúncio foi feito pelo diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, nesta quarta-feira. Ele disse que com a medida, o Brasil estará contribuindo com o órgão para ajudar outros países a responder à crise financeira mundial.

Liderança

Strauss-Kahn parabenizou o presidente Lula e o ministro Guido Mantega pelo anúncio.Segundo ele, a medida leva o Brasil e outros países a cumprirem a promessa de ajuda ao mundo em desenvolvimento feita durante a última Cimeira do G-20, em Londres, no mês de abril.Para o FMI, o governo brasileiro demonstrou grande liderança e engajamento no processo de reforma do órgão sobre expandir os recursos para empréstimos.

Rússia e China

Segundo o diretor-gerente do Fundo, o Brasil está demonstrando, mais uma vez, o papel forte que tem como uma economia emergente.O anúncio do Brasil se segue ao da Rússia, que também comprará US$ 10 bilhões em bônus do Fundo e ao da China, que informou, esta semana, sobre um investimento de US$ 50 bilhões no mesmo programa.