domingo, 30 de janeiro de 2011

De mártires e heróis: Mohamed Bouazizi e Slim Amamou


Duas biografias chamaram a minha atenção no recente cenário do Oriente Médio, deflagrado a partir do caso tunisiano: a primeira delas é a história de Mohamed Bouazizi (1985-2010), um rapaz que havia concluído os estudos universitários e, desempregado, passou a vender verduras num carrinho. Um dia a polícia apreendeu o carrinho e o espancou, humilhando-o. Arrasado, em protesto ele ateou fogo ao próprio corpo numa praça pública. Morreu semanas despois, tornando-se mártir. O artigo abaixo, retirado da revista The Economist é sobre ele: http://www.economist.com/node/17862305


 Mohamed Bouazizi (1984-2010): hoje um mártir na Tunísia

A segunda história de vida é a de seu conterrâneo, Slim Amamou (nascido em 1977). A seu modo, Amamou também lutava contra o regime de ben Ali, burlando a ditadura com um blog e sua pequena rede de informantes. Poucos dias após o martírio de Bouazizi, Amamou foi preso e, na cadeia, entre dezembro passado e janeiro deste ano, foi ameaçado de tortura física. Com a fuga de ben Ali da Tunísia, formou-se um governo de coalisão em que Amamou recebeu o cargo de Secretário de Estado para o Esporte e a Juventude. Seu blog é: http://nomemoryspace.wordpress.com/

  Slim Amamou: ativista-político e blogueiro-herói internacional



Jovem homem amargo

Apesar de raros os problemas existem

Jan 6th 2011 | CAIRO | from PRINT EDITION
http://www.economist.com/node/17862305


Nenhum comentário: